Do tamanho do mundo

O primeiro homem que entra em nossa vida é inesquecível. Importante que seja respeitável, exemplar, especial. Este será a lembrança mais marcante, sinônimo de segurança durante toda a vida de uma mulher. Um herói sem super poderes ou força sobre-humana.

O meu era dono de um belo bigode, sorriso esperto e uma curiosidade ímpar. Sua inteligência e rapidez de raciocínio capazes de ultrapassar homens considerados notáveis. Grande interesse por todas as ciências e assuntos dos mais diversos.

Rock, só rock. Corinthians, jogos matemáticos, churrasco e sossego. Um homem genuinamente comum, especificamente diferente. Difícil descrever alguém com tantos predicados imensuráveis.

Sem espaço para errar, como para perder, sempre foi capaz de despertar a vontade de fazer melhor. Pra ele, trabalho, suor e dedicação são os melhores meios de transporte para uma vida de satisfação e sucesso. Deitar no travesseiro com uma consciência tranquila sempre foi prioridade. Uma filosofia onde justiça e família possuem valores inestimáveis, independente de quem você seja.

A maior lição, a que nunca vou esquecer, não era para aprender, mas para contar. Contar que quando alguém me ferisse, enganasse ou mentisse, ele estaria lá para me proteger. Cuidar. Amar. Meu maior herói. Só meu. Quer dizer, como um presente, conseguiu marcar a vida de três mulheres igualmente. Três mulheres tão apaixonadas e orgulhosas, como você jamais imaginaria.

Pai, que Deus seja capaz de manter sua saúde até que a minha se atrapalhe e não a veja partir. Não consigo agradecer por ter recebido a maior dádiva, aprender e ver o mundo com você. Nada que eu escreva fará jus ao tamanho da felicidade que sinto por ser sua filha; a maior, que terá a honra de passar mais anos ao seu lado. Pra você o trono mais bonito e o dia mais feliz.

Vivian Rabello

  2 comments for “Do tamanho do mundo

  1. Mariana Rabello
    26 de maio de 2015 at 17:48

    Nosso herói!

  2. Almyr
    26 de maio de 2015 at 22:33

    Parabéns Vivi , lindas palavras, p quem o conhece um pouco, sabe o qto a realidade se expressa nos seus sentimentos.
    “Grande cara”.
    Bjo
    Almyr.

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: